Você está visualizando atualmente Processo de adaptação da criança

Processo de adaptação da criança

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícias

mundo da criança por volta de um ano de idade é relativamente reduzido, porém, ao mesmo tempo, é bastante conhecido. A criança se sente segura quando vê à sua volta o que costuma encontrar: alguns objetos determinados e pessoas conhecidas.

Não se deve estranhar quando a criança, levada a um contexto não conhecido, apresenta diferentes reações como choro e intranquilidade. Por essa razão, as mudanças que queremos introduzir na vida das crianças, como por exemplo, o início na  escola devem estar muito bem preparadas, ser graduais, progressivas e contínuas e não bruscas. Mesmo porque nem todas as crianças se adaptam com facilidade ou dificuldades às novas situações. Isso é decorrente de muitos fatores, entre os quais podemos destacar a idade e suas experiências de segurança em contextos anteriores.

Algumas dicas para adaptação da criança, que poderão ser associadas ao processo:

– Nos primeiros dias, a criança poderá estranhar um pouco, ficando irritada ou insegura;

– Mesmo assim, evite compensar a ausência com excesso de proteção, pois a criança poderá se sentir mais ansiosa ainda;

– A separação, apesar de necessária, é um processo doloroso tanto para a criança quanto para a mãe;

– Cuidados devem ser tomados, nesse período de adaptação, que não deve ser imediatamente após a troca recente de residência, retirada de chupeta ou fraldas, troca de mobília de quarto da criança, perda de parentes próximos ou animaizinhos de estimação;

– Cabe à mãe entregar a criança ao educador, colocando-a no chão e incentivando-a a ficar na escola. Não é recomendável deixar o educador tirar a criança do colo da mãe;

– Jamais saia escondido de seu filho, despeça-se naturalmente;

– A sala de atividades é um espaço que deve ser respeitado e sua presença constante nela, além de dificultar a compreensão da separação, fará as outras crianças cobrar a presença de suas mães, mas nada impede de você visitá-la momentaneamente;

– Incentive a criança a procurar ajuda do educador quando necessitar algo, para que crie laço afetivo com ele;

– O período de adaptação deverá ser constante, evitando ser interrompido;

– Para fazer uma ligação entre a escola  e a casa, é importante que a criança traga de casa, nos primeiros dias, um brinquedo ou algum objeto de estimação;

– Se a  escola e todos os profissionais transmitem aos pais confiança, esse sentimento também será transmitido para criança;

– O período de adaptação é diferente de criança para criança, é único e deve ser avaliado individualmente.

                                                                                 Coordenação Pedagógica- 2019